Windows Vista: Hibernate ou Sleep?

Na semana passada comecei a usar o Windows Vista como meu sistema operativo principal! Não porque me apeteceu, mas porque comprei um portátil e neste vinha instalado o Windows Vista! Pensei eu: já que está, deixa ficar! ;)

Quando pego num computador, a primeira coisa que faço é configurá-lo à minha maneira. Neste processo, uma das coisas que fazia no Windows XP, era activar a função Hibernate. É bastante útil, especialmente nos portáteis, para quando estamos a trabalhar e a bateria está “no casco”. Desta forma escusamos de estar a fechar todas as aplicações para as termos de abrir novamente quando iniciarmos novamente o sistema já com a bateria carregada ou ligados à tomada.

Tal e qual como no Windows XP, fui tentar activar esta funcionalidade. Tarefa que se revelou mais complicada do que parecia à partida. Após alguma pesquisa navegando por várias janelas do Vista, não consegui encontrar o local para a activar. Daí, comecei a procurar em sites e fóruns da especialidade. Até que descobri que para activar esta funcionalidade, bastava entrar na linha de comandos com direitos administrativos e digitar:

C:> powercfg -h on

Os meus problemas estavam resolvidos… após digitar o tal comando, vou todo contente ao Start Menu e voilá… continua na mesma sem a opção Hibernate! Fiquei encalhado… quando toda a gente dizia que este comando tinha resolvido o problema, a mim, aparentemente, não tinha alterado nada.

Após mais umas pesquisas, finalmente compreendo o porquê da coisa. E passo a explicar… no Vista existem três opções a este nível: Sleep, Hybrid Sleep e Hibernate. No meu portátil, inicialmente, apenas aparecia uma opção: Sleep. O que eu não sabia é que este Sleep era na verdade o Hybrid Sleep, que é um misto da funcionalidade de Stand By (em analogia com o Windows XP) e Hibernate. Ou seja, grava todas as aplicações que temos abertas e coloca o sistema quase desligado. Digo quase desligado porque, neste modo, o sistema continua a precisar de energia para se manter activo e com as aplicações abertas como as deixámos. Não era isto que queria, mas sim poder ter o portátil completamente desligado, poder andar com ele de um lado para o outro sem estar preocupado com a energia, e saber que quando o voltasse a ligar, as aplicações estariam tal e qual como as deixei.

Assim, para que pudesse ter acesso à função Hibernate, teria de desactivar o Hybrid Sleep. Feito isto, nas opções de energia, o sistema passa a disponibilizar duas opções: Sleep e Hibernate como estava habituado a ter no Windows XP.

E agora sim, voilá! Já lá está a opção que eu tanto queria! :)

Btw: está a revelar-se um excelente sistema operativo! Experimentem… ;)

Tags: